(31) 3390-9260 | (31)3623-1581

Plantão 24h: (31) 99604-3098

O que acontece depois da morte? Saiba o que cada religião diz

Desde os primórdios da humanidade, uma das maiores dúvidas que povoam o imaginário das pessoas é saber o que acontece depois da morte. Mesmo com todos os avanços que já foram vistos e vivenciados, a reposta para esse questionamento ainda é um grande mistério. Por isso, esse é um assunto muito debatido pelas diferentes religiões, que possuem visões distintas sobre o que ocorre após a morte.

Apesar de a ciência tentar explicar racionalmente os relatos de paciente que passaram pela experiência de quase morte, apontando a falta de oxigenação no cérebro como a responsável por uma sequência de alucinações que sugerem a proximidade do fim da vida, ainda há muitos mistérios sobre o assunto que não podem ser explicados.

Independentemente da crença, a fé em uma continuidade da vida após a morte é um grande auxílio para aqueles que estão passando por momentos difíceis na vida. Há anos as religiões se esmeram em oferecer a seus fiéis versões e explicações baseadas em seus fundamentos e doutrinas sobre o que acontece após o falecimento de uma pessoa.

Para o catolicismo, a vida após a morte está associada a céu, purgatório e inferno

As explicações religiosas para o que acontece depois da morte

Como você viu, a ciência ainda não possui uma explicação para o que acontece após o nosso falecimento. Mas as religiões, há anos, se debruçam sobre o tema e possuem explicações diferenciadas. Veja as principais:

Catolicismo

Para os católicos, que creem na imortalidade e na ressureição, a vida após a morte está inserida em uma crença de céu, inferno e purgatório – e são as ações que a pessoa praticou em vida que definirão a ida para cada um desses lugares. Entretanto, os católicos acreditam que a alma é eterna e única e, por isso, não pode retornar para outra experiência terrena, excluindo, então, a possibilidade de reencarnação.

Espiritismo

Segundo o espiritismo, a morte não é o fim. Os adeptos dessa religião creem que nosso espírito continua vivo após a morte do corpo físico. Passamos, então, a viver em um outro plano até estarmos prontos para reencarnarmos em um novo corpo. Os espíritas creem também na eternidade da alma e na existência de Deus, mas não como o criador de pessoas boas ou más. Para essa doutrina, Deus fez todos os espíritos simples e ignorantes, sem discernimento do mal e do bem. É no plano terreno que eles aprendem sobre isso.

Judaísmo

Os judeus creem que a alma sobrevive à morte, mas não têm um relato claro sobre como é a vida após a morte, ou mesmo sobre a existência dela. O judaísmo é uma religião que permite muitas e diferentes interpretações. Há correntes que acreditam na reencarnação e aquelas que acreditam na ressurreição.

Evangélicos

A doutrina evangélica acredita no Juízo Final e na existência de céu, inferno e purgatório. Nesse julgamento, todas as almas serão avaliadas e Deus decidirá quem deverá ir para o céu ou para o inferno. A diferença em relação ao catolicismo é que, para os evangélicos, após a morte, a alma começa uma viagem longa que só terminará na ressurreição, que acontecerá apenas no dia em que Jesus voltar à Terra.

Budismo

Para os budistas, depois da morte, o espírito volta ao plano terreno habitando outros corpos, ascendendo ou descendendo na escala dos seres vivos. Essa posição no retorno depende da conduta do indivíduo em vida.

Esse ciclo de morte e reencarnação se mantém até que o espírito consiga evoluir e se libertar do carma que carrega, isto é, da marca deixada pelas ações em vida humana e que estabeleceram uma lei de causa e efeito.

O Livro Tibetano da Morte explica que “existem 49 etapas ou dias que sucedem a morte. Nesses dias, os monges oram para que o falecido alcance a Terra Pura, um lugar de paz, sabedoria e tranquilidade, ou para que renasça em um nível superior”.

Islamismo

Para a doutrina islâmica, o mundo é criação de Alá (Deus) e é Ele quem trará de volta à vida, no dia do julgamento final, todos os que morreram e que merecem, segundo a avaliação de Alá, viver uma nova vida. Dessa forma, a crença dos muçulmanos é de que essa vida que vivem atualmente é apenas uma preparação para uma nova existência, que poderá ser no céu ou no inferno. O islamismo acredita que, ao morrermos, nossos dias na eternidade começam e nossa alma fica preservada aguardando o dia do Juízo Final. Nesse dia, as almas desobedientes serão enviadas ao Inferno e as que obedeceram e seguiram os preceitos de Alá serão enviadas ao Paraíso.

Candomblé

Para o candomblé, religião brasileira de matriz africana, não existe uma punição eterna da alma, nem uma visão preconcebida de céu e inferno. Para os seguidores dessa religião, as almas devem cumprir o seu destino na Terra e, após o término desse período, caso esse destino não seja cumprido, elas vagarão entre o plano espiritual e o terreno até se tornarem seres eternos e conscientes. A morte é encarada, então, como uma passagem para outra dimensão, onde espíritos, guias e orixás ficam juntos. No entanto, apenas quem cumpriu de fato sua missão na Terra é que está preparado para essa passagem.

O ponto em comum entre tudo o que foi apresentado aqui é que nenhuma doutrina sabe de fato o que acontece depois da morte. No entanto, as religiões oferecem distintas explicações, baseadas naquilo que pregam e crer, ou não, em cada uma delas depende da fé de cada um. 

Assistencial Paz Eterna

SÃO JOSÉ DA LAPA – MG
RUA CORONEL VIRGÍLIO MACHADO, 300 - CENTRO
COMERCIAL: (31) 3623-1581 - (31) 3390-9260
PLANTÃO 24 HORAS – (31) 99604-3098

Funerária Vespasiano

VESPASIANO – MG
RUA PREFEITO SEBASTIÃO FERNANDES, 920 CENTRO
COMERCIAL: (31) 3623-1581 
PLANTÃO 24 HORAS – (31) 99604-3098

Funerária Remoção Colina

LAGOA SANTA – MG
RUA ACADÊMICO NILO FIGUEIREDO, 206 - CENTRO
COMERCIAL: (31) 3681-1505
PLANTÃO 24 HORAS – (31) 99604-3098